Internautas especulam que suposto ex-integrante do PCC seja um farsante: ‘Fala que vai falar e não fala nada’

Frank Willians viraliza nas redes sociais com alegações de ser ex-integrante do PCC, mas sua credibilidade é questionada.

PUBLICIDADE

Frank Willians de Paula Souza e Marques, de 31 anos, ganhou notoriedade rapidamente nas redes sociais após criar um perfil no TikTok na última segunda-feira, dia 16 de outubro. Ele alega ser um ex-integrante de alto escalão do PCC (Primeiro Comando da Capital).

PUBLICIDADE

Nos vídeos que publicou, Frank afirma estar jurado de morte e promete expor informações sobre os bastidores do PCC. Seu objetivo declarado é alertar jovens para que não se envolvam com a organização criminosa. Em um dos vídeos, ele insinua conexões entre políticos, incluindo senadores, prefeitos e vereadores, com o grupo criminoso.

Credibilidade de suposto ex-integrante do PCC gera questionamentos

Um detalhe, no entanto, tem gerado desconfiança entre os internautas: a ficha criminal de Frank é considerada pequena, e ele passou pouco tempo na prisão – totalizando apenas 12 dias. Além disso, possui um processo trabalhista em seu nome. Com a falta de provas concretas, muitos começaram a acreditar que o homem pode ser um impostor buscando fama.

Em apenas três dias, Frank acumulou mais de 400.000 seguidores em sua rede social, com vídeos que se aproximam de 5 milhões de visualizações. No entanto, sua hesitação em revelar “toda a verdade” que prometeu tem feito com que muitos questionem a autenticidade de suas alegações. “Por que você não fala? Só fica falando que vai falar”, diz um comentário nas redes sociais. “Fala que vai falar e não fala nada”, alfinetou outro.

Frank criou vaquinha na internet

Visando angariar fundos, Frank criou uma vaquinha online, que, segundo o portal Metrópoles, arrecadou R$ 8 mil. Porém, após diversas denúncias, a campanha foi bloqueada pelo aplicativo responsável.

PUBLICIDADE