in

Autor de ataque brutal em escola está intubado; risco de linchamento fez ele ser transferido

Jovem tentou tirar própria vida após executar ataque cruel em creche de município catarinense.

NSC
Publicidade

Um crime bárbaro ocorrido nesta terça-feira (4), na pacata cidade de Saudades, no Oeste de Santa Catarina, comoveu o país. Armado com um facão, um jovem de 18 anos atacou uma escola de educação infantil, provocando cinco mortes – três crianças, de no máximo dois anos de idade, uma professora e uma auxiliar.

De acordo com investigações iniciais, o adolescente foi identificado como Fabiano Kipper Mai e teria chegado na escola com uma mochila nas costas e um facão de aproximadamente 80 centímetros. Ele portava ainda outra faca, que não foi usada, e alguns explosivos de baixo impacto.

Após executar a ação bárbara, levando desespero e pânico para as crianças e professoras da unidade de ensino, Fabiano tentou tirar a própria vida. O jovem foi levado para o Hospital de Pinhalzinho, mas acabou sendo transferido para outro local, por medida de segurança.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

De acordo com informações do diretor administrativo da primeira casa de saúde que o jovem foi levado, havia temor de invasão para linchamento de Fabiano. O estado de saúde do suspeito é considerado grave, por conta dos ferimentos. Ele foi intubado e está sedado. 

Vítimas

O alvo inicial de Fabiano foi a professora Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos. Ela estranhou a entrada do rapaz na unidade e foi falar com ele, quando acabou sendo atacada com golpes de facão. Ferida, ela ainda tentou correr para a sala onde estava a agente educacional, Mirla Renner, de 20 anos, para avisar sobre o ataque. 

O agressor desferiu golpes contra Mirla e outras quatro crianças que estavam na sala. A agente acabou não resistindo, assim como três crianças. Uma sexta vítima foi levada para o Hospital Materno Infantil de Chapecó.

Publicidade
Publicidade
Publicidade