in

Bebê ferido no atentado em creche de Saudades passa por cirurgia e drenagem no pulmão; estado é grave

O atentado culminou na morte de três bebês e duas funcionárias; o menino operado está em estado grave.

O Globo
Publicidade

Nesta terça-feira (4), um bebê de apenas um ano e oito meses precisou passar por um procedimento cirúrgico, após ser atingido por golpes de faca durante o atentado contra uma escola infantil de Saudades, em Santa Catarina.

De acordo com o pai, a criança precisou ser levada ao hospital, por conta de cortes na bochecha, nos lábios e na barriga; além de apresentar uma perfuração no pulmão, ferimento que precisou ser drenado.

Ainda de acordo com informações dadas pelo pai, por apresentar um estado considerado grave, o bebê permanecerá internado em Unidade de Terapia Intensiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O local onde o pequeno está internada, o Hospital Regional de Chapecó, também localizado no Oeste catarinense, confirmou que o menino foi submetido a cirurgia, porém não divulgou mais detalhes sobre o quadro clínico.

O atentado provocado por um homem de 18 anos culminou na morte de cinco pessoas, sendo duas funcionárias da creche e três bebês. Entre as vítimas estão: Keli Adriane Aniecevski, 30 anos, professora de cerca de 10 alunos na unidade onde ocorreu o ataque; Mirla Renner, 20 anos, agente educacional na creche; Sarah Luiza Mahle Sehn, de um ano e sete meses; Murilo Massing, de um ano e nove meses; e Anna Bela Fernandes de Barros, de um ano e 8 meses. O delegado Jerônimo Ferreira confirmou a identidade das crianças.

Uma professora, que não estava na creche no momento do ataque, afirmou que, de acordo com relatos de testemunhas, as funcionárias do local esconderam as crianças assim que o criminoso iniciou o ataque.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Higor Mendes

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.