in

Sem carro funerário, homem leva cadáver para cremação em moto; cena impacta

Dupla que transportava corpo de mulher em moto foi interceptada por policiais, mas foi liberada.

Meio Norte
Publicidade

O cenário de pandemia do coronavírus vivenciado por alguns países tem provocado um imenso colapso no sistema de saúde e o serviço funerário. Principal epicentro de novas infecções na escala global nas últimas semanas, a Índia tem protagonizado cenas comoventes e deploráveis.

Na cidade da Palasa, um caso ocorrido na última segunda-feira (26), evidenciou como a situação está delicada no país. Sem conseguir serviço de empresa funerária, uma família resolveu utilizar uma moto para transportar o corpo de uma mulher na faixa dos 50 anos. O filho foi pilotando a moto, o cadáver foi colocado no meio, e na garupa, um homem segurava a vítima, que seria levada para um vilarejo onde vivia, para a cremação. 

Durante o percurso nas ruas de Palasa, a dupla acabou sendo interceptada pela polícia local que fazia diligências nas proximidades. Após serem interrogados pelas autoridades, os dois homens explicaram a situação, e diante do colapso vivido no país, o policial possibilitou que eles seguissem viagem.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Segundo informações da imprensa local, a mulher havia morrido em um hospital da cidade. Como não havia carro funerário para realizar o transporte, o filho e o genro improvisaram o serviço, utilizando a motocicleta.

Pesquisador da Federação de Cientistas Americanos, Eric Feigl-Ding, utilizou suas redes sociais para afirmar que as imagens eram “provavelmente a coisa mais triste” que ele se deparou até o momento na pandemia.

Outro caso

Na cidade de Agra, também na Índia, outro caso gerou forte impacto. Após aguardar por horas um veículo funerário, um homem resolveu amarrar o corpo do seu pai, vítima da Covid-19, no teto de um carro e levá-lo para o local da cremação. A informação foi confirmada pelo jornal “Daily Mirror”. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade