in

Coronavírus: 7 práticas que não estão te protegendo contra o vírus e você provavelmente não sabe

Algumas práticas realizadas pelas pessoas na verdade não protegem contra o vírus.

Pais&Filhos
Publicidade

O mundo enfrenta a pandemia do coronavírus há mais de um ano. O cansaço de ter que lidar tanto tempo com os protocolos para tentar evitar o contágio da doença acaba sendo algo desgastante. Por isso, a maioria acaba flexibilizando um pouco os cuidados essenciais para evitar a contaminação.

Contudo, vale ressaltar que, independentemente do cansaço, o risco de contaminação é real. Porém, também existe a questão de que muitas coisas que estão sendo feitas pelas pessoas, acreditando que estão se protegendo, na verdade não estão. Mariane Nardy, que é doutora em Genética pela Unicamp e atua como professora da universidade norte-americana MUST University, na Flórida, falou sobre o assunto.

A especialista explicou sete hábitos que a maioria pratica para evitar o contágio, mas na verdade não estão protegendo contra o coronavírus.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Lavar as mãos em menos de 40 segundos

Lavar as mãos com água e sabão é uma das orientações para evitar contaminação de várias doenças, inclusive a Covid-19. Esse é o tempo mínimo para haver a dissolução lipídica do vírus e por consequência a sua destruição, explica a especialista.

Uso de álcool gel da maneira errada

Usar álcool com concentração superior a 70% ou a versão líquida é um erro. Acima de 70% e o produto líquido evaporam rapidamente ficando com a ação sobre o vírus comprometida.

Uso de máscara com tecidos finos

Se as máscaras forem finas demais, as partículas contaminadas podem atravessar e provocar a contaminação do indivíduo. A especialista explica que as máscaras feitas de tecidos devem ter tecido duplo ou triplo para uma maior segurança.

Limpeza de calçados em tapete sanitizante

Para a profissional é algo complicado, pois a maior parte dos sapatos não são feitos para serem higienizados dessa forma. Também é importante levar em conta a concentração, o tipo de desinfetante e até mesmo o tempo que o solado vai ficar em contato com o produto. A melhor dica é evitar entrar com o calçado dentro de casa.

Lavar as frutas somente com água

A higienização dos alimentos é algo importante, porém só água não resolve é necessário usar uma solução de cloro para a limpeza das frutas, verduras e legumes. O indicado é uma colher rasa de sopa de água sanitária para cada litro de água. Os alimentos devem ficar imersos por 15 minutos.

Cabine de luz ultravioleta para desinfecção

Alguns estabelecimentos têm usado esse recurso. Apesar de ser algo interessante, a prática não tem nenhum tipo de recomendação oficial.

Higienizar embalagens de produtos e superfícies usando álcool líquido

Esse tem sido um hábito muito comum, mas como citado anteriormente, o álcool líquido evapora rápido demais, o que não garante a eficiência na destruição do vírus.

Publicidade
Publicidade
Publicidade