in

Em São Paulo, cresce o número de pessoas que morrem de Covid-19 em casa

Dados levantados pela Secretaria de Saúde mostra que crescimento ocorreu de fevereiro a março.

Foto: Ettore Chiereguini/Agif
Publicidade

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde da capital paulista, o número de pessoas que faleceram por conta da Covid-19 dentro de suas próprias residências aumentou consideravelmente. O levantamento realizado afirmou que os óbitos registrados ocorreram dentro de seis semanas.

De acordo com a professora epidemiologista, Márcia Furquim, os dados divulgados pelas autoridades dão a noção da gravidade e avanço da pandemia no estado de São Paulo e no Brasil. Em 2020, várias pessoas também morreram em casa por decorrência da Covid-19, pois naquele momento o sistema de saúde público e particular não estava preparado para uma demanda tão grande, contudo, 2021 mostra um cenário ainda pior, pois a pandemia se agravou em todo território nacional.

O vigia Fábio Menezes, de 38 anos, pode ser usado, como exemplo, do despreparo das equipes médicas, o que leva diversos pacientes virem a óbito dentro de suas próprias residências. Fábio apresentou sintomas leve de gripe e se dirigiu a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), chegando no local o vigia foi medicado e liberado para retornar a sua residência, contudo, foi alertado pelo médico de plantão para observar os seus sintomas e caso os mesmos piorassem, Fábio deveria retornar a unidade de saúde. Na UPA foi realizado o teste de Covid-19 em Fábio, sendo o resultado positivo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Juliene Menezes, esposa de Fábio, em entrevista ao G1, declarou que o estado de saúde do marido piorou rapidamente e o mesmo retornou a UPA, contudo, novamente foi medicado e liberado para retornar para casa. Juliene ainda disse que no dia 25 de março encontrou seu marido totalmente imobilizado e que solicitou uma ambulância para levar Fábio até o Hospital Geral de Guaianazes. Após dois dias internados, Fábio veio a óbito.

Por casos como o de Fábio, a Secretária de Saúde da capital paulista realizou mudanças no protocolo da Covid-19, de acordo com o novo protocolo caso uma pessoa se infecte com o vírus e apresente sintomas ela deverá procurar ajuda médica de forma imediata.

Publicidade
Publicidade
Publicidade