in

Caso Henry: após prisão, Dr. Jairinho acaba de sofrer outra punição pela acusação de homicídio

Henry Borel tinha quatro anos de idade e a polícia acredita em assassinato.

Reprodução O Globo
Publicidade

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realizou, na manhã desta quinta-feira (08/04), a prisão da professora Monique Medeiros, e de seu namorado, o médico Jairo Souza Santos Júnior. Os dois são principais suspeitos pela morte de Henry Borel Medeiros, de quatro anos, que teve falecimento confirmado na madrugada do dia 8 de março de 2021.

De acordo com investigações da polícia, Dr. Jairinho, como é conhecido o padrasto de Henry, vinha cometendo agressões contra a criança, com quem morava em um apartamento do condomínio Majestic, na Barra da Tijuca. Testemunhas prestaram depoimento e relataram episódios violentos dele contra outras crianças, inclusiva uma que na época tinha apenas quatro anos de idade.

Além de ter sido punido com prisão preventiva, Jairo Souza, que até recentemente era vereador pelo Solidariedade, sofreu outro castigo após ser acusado de homicídio. Ele acaba de ser afastado do mandato e perdeu o direito a receber salário do partido.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Dr. Jairinho teve prisão temporária decretada pela Justiça do Rio de Janeiro para trinta dias e foi afastado do cargo de vereador. Caso a detenção do parlamentar seja estendida, ele será automaticamente expulso do mandato.

Jairinho e a namorada foram encontrados na casa de um tio da professora. Durante a apreensão, os dois tentaram jogar os aparelhos celulares pela janela. Eles foram encaminhados para a 16º (Barra da Tijuca), para depor ao delegado responsável pelo caso. Em seguida, mãe e padrasto de Henry foram levados separadamente para unidades prisionais.

Publicidade
Publicidade
Aurilane Alves

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral. Pode entrar em contato comigo por meio do Instagram @paolla.evellyn