in

Em São Paulo, festa clandestina é interrompida por autoridades

O estabelecimento além de fechado sofreu com um multa de 240 mil reais; organizadores foram detidos.

Foto: Polícia Civil / Divulgação
Publicidade

Na noite deste domingo de páscoa (4), uma festa clandestina com cerca de cem pessoas foi interrompida. O estabelecimento, localizado na Avenida São Miguel, Zona Leste de São Paulo foi fechado pelas autoridades. Entretanto, esse não foi o único registro de aglomeração na noite da capital paulista, no total mais de sete estabelecimentos sofreram com sanções por estarem realizando aglomerações.

Para a entrada no local foi necessário adquirir ingresso e a campanha de publicidade da festa ocorreu através das redes sociais. Na operação os policiais civis e militares detiveram três organizadores da festa, além disso, ainda foi apreendida uma arma falsa no local. 

O local infringiu todas as regras de restrições impostas na capital paulista para tentar conter o avanço da Covid-19. No estabelecimento se encontrava cerca de cem pessoas, várias delas estavam sem máscara de proteção e a maioria dos presentes na festa eram homens. No local estava acontecendo o consumo de bebidas alcoólicas, além do uso de narguilé, que está proibido devido à pandemia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O estabelecimento foi multado no valor de 190 mil reais pela Vigilância Sanitária, a multa se deve a permissão concedida para a entrada de pessoas no local sem a devida proteção de máscara, além dessa multa, o estabelecimento recebeu outra multa, imposta pelo Procon por permitir o uso de narguilé e outros cigarros em estabelecimento fechado, com o valor de 50 mil reais. Logo após serem ouvidos pelas autoridades, os frequentadores do evento clandestino foram liberados.

As autoridades informaram ser necessário que a própria população denuncie as aglomerações. 

Publicidade
Publicidade