in

Pai de Henry faz revelações sobre pedido de mãe do menino após morte e aponta culpado: ‘Não tenho dúvidas’

Leniel Borel foi descartado das investigações acerca da morte do menino Henry Borel.

UOL
Publicidade

As investigações acerca da morte do menino Henry Borel de Almeida, de 4 anos, ocorrida na madrugada do dia 8 de março, seguem intensas. Após colher oitivas de testemunhas nas últimas semanas, a Polícia Civil acompanhada de peritos, realizou na tarde da última quinta-feira (1º) uma reprodução simulada das últimas horas do menino no apartamento até ser levado para o Hospital Barra D´Or.

A reconstituição, no entanto, não contou com a participação da mãe de Henry, Monique Medeiros, e do padrasto, o vereador Dr. Jairinho. Os dois foram orientados pelo seu advogado, André França Barreto, a não comparecerem no apartamento. A defesa chegou a pedir uma remarcação da reprodução para outra data, mas teve o pedido negado.

Desabafos fortes

Em entrevista exclusiva à “Veja”, o pai de Henry, o engenheiro Leniel Borel trouxe revelações sobre um pedido feito pela ex-esposa pouco depois da morte do filho, e citou o culpado para a morte da criança de 4 anos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

“Não tenho dúvidas de que Dr. Jairinho é culpado. Naquela noite no hospital, ele junto aos médicos que tentaram salvar o Henry o tempo todo. A princípio, eu achava que era porque também era médico, mas agora percebo que era para acobertar o que realmente aconteceu. Ele é muito frio”, relatou Leniel. 

Pedido de Monique

Ainda na entrevista, Leniel disse que enquanto ele se dirigia para a delegacia e IML para resolver as questões burocráticas da morte do filho, Monique chegou a ligar e mandar diversas mensagens pedindo que o menino fosse enterrado rápido e com o caixão fechado. O Engenheiro, disse que rechaçou o pedido de imediato.

“Expliquei de que jeito nenhum, que meu filho teria um velório e que eu tinha o direito de dar o último beijo nele. A minha ficha caiu mesmo quando o policial do IML me entregou o laudo”, disse o pai de Henry.

Publicidade
Publicidade