in

Pai e filha morrem em menos de 48h por Covid e família desabafa: ‘É uma dor muito grande’

Pai e filha morreram em um intervalo menor do que 48 horas, deixando a família desolada.

G1
Publicidade

Em um intervalo menor do que 48 horas, uma família viveu a terrível dor de ter que enterrar dois parentes. Pai e filha morreram vítimas da Covid-19 em Natal. A jovem era estudante de medicina e tinha apenas 25 anos. Infelizmente, Emilly Cavalcante Belarmino não conseguiu resistir às complicações do coronavírus e morreu na madrugada desta quarta-feira, 31 de março. O pai da jovem, o médico e também ex-prefeito, Ruy Barbosa, de 61 anos, também morreu na última segunda-feira (29).

A jovem estudante estava cursando o quinto período da faculdade de medicina, na Argentina. Ela estava no Brasil desde o segundo semestre do ano passado, devido à pandemia. Emilly começou a ter sintomas do coronavírus no mesmo dia que o pai, no dia 3 de março. Já no dia 12, o seu estado de saúde acabou se agravando e foi necessário ser levada à UPA da Cidade da Esperança.

Devido ao estado da jovem foi necessário encaminhá-la para o Hospital de Campanha de Natal, mesmo local onde o pai estava internado. A princípio ficou na enfermaria, porém, com o agravamento do estado clínico foi necessário fazer a intubação no dia 16. Inclusive, seu estado de saúde era considerado mais grave do que o de seu pai. A estudante não tinha nenhum tipo de comorbidade.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

A mãe da estudante foi a única que não contraiu o vírus. A irmã da estudante, Emanuelly, foi a primeira da família a ter a doença. “A gente nunca imagina como a doença vai reagir. Em momento algum, a gente imaginou que passaria por uma tragédia dessas na nossa família. Por isso eu gostaria de reforçar que as pessoas tivessem cuidado. É uma dor muito grande”, frisou Emanuelly.

Já o pai da jovem chegou a apresentar melhora em seu quadro, sendo extubado, que é quando a pessoa consegue respirar sem a ajuda de aparelhos. Porém, ele sofreu uma recaída e teve novamente que ser intubado, mas não conseguiu resistir e morreu na segunda-feira (29).

Publicidade
Publicidade