in

Fantástico exibe novidades sobre laudo realizado em Henry: ‘Hematomas no punho, abdômen e escoriação no nariz’

De acordo com o laudo do IML, Henry Borel sofreu múltiplas lesões contundentes.

Rede Globo | Montagem Ingrid Machado
Publicidade

A morte do menino Henry Borel segue desafiando a polícia do Rio de Janeiro. O programa Fantástico do último domingo (28), exibiu uma reportagem completa sobre novidades acerca da morte da criança. Imagens divulgadas pelo programa mostraram Henry ao lado do pai, Leniel Borel, horas antes de ser levado sem vida ao hospital pela mãe e pelo padrasto.

Novas imagens de câmeras de segurança também mostraram Henry no colo da mãe dentro do elevador onde também aparece o padrasto Jairo Souza. O menino havia acabado de ser entregue pelo pai após passar o fim de semana em sua companhia. Horas após, Henry foi encontrado pela mãe desacordado no quarto onde dormia.

O Fantástico também trouxe novas informações sobre o laudo do IML realizado no corpo do menino. Além de todas as lesões contundentes já divulgadas, o laudo também apontou que Henry possuía “hematomas no punho, abdômen e escoriações no nariz”. Leniel Borel, pai de Henry, falou sobre os últimos momentos ao lado do filho.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O engenheiro revelou que o menino passou o dia bem, e mudou o comportamento quando estava sendo levado de volta à mãe. Leniel afirmou que o filho não queria voltar para casa e que preferia ficar até mesmo na companhia da avó. O pai da criança revelou que deseja saber como e por que o filho foi morto.

Em mensagens trocadas com o engenheiro, Monique Medeiros, mãe de Henry, afirmou que depois de se relacionar com o vereador Jairo, teve a oportunidade de dar uma vida melhor ao filho, inclusive custeando um colégio particular. Antes de conhecer o vereador, Monique trabalhava como professora. Após o relacionamento, a mãe de Henry passou a trabalhar no Tribunal de Contas do Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade