in

Bebê morre após batismo e arcebispo se manifesta sobre mudanças na cerimônia

Caso ocorreu em Igreja Ortodoxa da Romênia e repercutiu em todo o mundo.

Minuto Notícia
Publicidade

Um bebê de seis semanas morreu após ser batizado na Igreja Ortodoxa da Romênia, na Europa. A morte foi confirmada horas depois da cerimônia de batismo por imersão, quando o batizando é mergulhado em água. O bebê foi batizado no dia 1º de fevereiro, mas o caso só divulgado na última sexta-feira.

Logo depois do batismo, o bebê foi encaminhado para uma unidade de saúde da cidade de Bucareste, capital da Romênia. A morte da criança de seis semanas causou comoção e muitos protestos nas redes sociais. Uma petição foi criada pedindo à Igreja Ortodoxa que mude a forma de batismo. A comoção é grande e mais de 60 mil assinaturas já foram coletadas até o momento.

No lugar do batismo por imersão, poderia ser feito o batismo por aspersão, em que água é jogada sobre a cabeça do batizando. A autopsia realizada no bebê que não teve a identidade revelada mostrou que a morte foi violenta e que havia líquido em seus pulmões. A família não se manifestou sobre o ocorrido.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

A Polícia investiga o caso. Enquanto isso um arcebismo romeno se manifestou sobre a morte do bebê. Ele deu entrevista à BBC de Londres e informou que os rituais serão analisados para que tragédias como essa sejam evitadas. Um outro arcebispo já havia informado que os procedimentos de batismo não seriam mudados.

A Igreja Ortodoxa e a Igreja Católica Apostólica Romana costumam batizar crianças. Este é um dos chamados sacramentos dessas igrejas. Nas igrejas evangélicas o batismo de criança não é prática comum – com exceção de algumas denominações.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!