in

Governo Federal decide que antecipará 13º e abono salarial

De acordo com Monica Bergamo, da Folha, a medida servirá para amenizar o impacto do fim do auxílio.

Pixabay
Publicidade

O Governo Federal não trabalha com qualquer hipótese de estender o auxílio emergencial para o ano de 2021 e, por essa razão, já decidiu antecipar o pagamento do 13º salário de aposentados e pensionistas este ano. Além disso, o adiantamento do abono salarial também está em voga, tudo isso para atenuar os impactos do final do auxílio emergencial, para frear a crise financeira que o país vive por conta da covid-19.

De acordo com a colunista Monica Bergamo, a medida já estava sendo estudada pelo governo e as datas de pagamento estariam entre o mês de fevereiro e março. Paulo Guedes, ministro da Economia, acredita que esta é uma iniciativa positiva por não possuir custo fiscal, uma vez que os recursos já são previstos no orçamento anual.

O fim do auxílio emergencial deixará cerca de 66,4 milhões de brasileiros sem a ajuda governamental. No ano de 2020, o programa injetou R$ 254 bilhões na economia, o que ajudou a frear problemas econômicos gerados pela pandemia.

Publicidade
Publicidade

Medidas do governo contra a crise

Além das medidas supracitadas, o governo estuda a reformulação ou ampliação do Bolsa Família. São medidas emergenciais que ainda não resolve o problema de quem não receberá o auxílio em 2021.

O Ministério da Economia segue observando possibilidade de redução do desemprego insistindo na ideia da Carteira Verde e Amarela, responsável por reduzir a contratação de  funcionários mais jovens. Considerada polêmica, a proposta fracassou no Congresso Nacional e ainda não há qualquer previsão de quando poderá voltar a ser pauta da casa.

Publicidade
Publicidade
I Feitosa

Escrito por I Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.