in

Auxílio Emergencial: parlamentares fazem pressão por volta do benefício de R$ 600 e detalhes são revelados

Benefício segue apenas no momento o calendário de liberação para saques e transferências.

Agência Brasil
Publicidade

O Auxílio Emergencial tem sido uma das pautas mais discutidas nos últimos dias. Após a conclusão de pagamentos, ocorrido em dezembro, milhares de brasileiros ainda alimentam a esperança da extensão do programa no ano de 2021.

Em vários posicionamentos, o governo federal já manifestou que não tem pretensão de continuar com o benefício mesmo diante do cenário de crise por conta da pandemia, temendo que a situação de endividamento fique ainda mais complicada. Em contrapartida, vários parlamentares estão se movimentando para tentar uma possível prorrogação da ajuda de custo que atendeu cerca de 68 milhões no ano passado. 

Em entrevista à coluna do jornalista Leonardo Sakamoto, do UOL, parlamentares disseram que irão seguir lutando pela continuidade do programa social.

Publicidade
Publicidade

“Vamos começar primeira sessão do ano exigindo a manutenção do auxílio. E ele tem que ser de R$ 600, não de R$ 300 – basta analisar os dados econômicos para ver o efeito que teve no conjunto da economia e na vida das pessoas”, afirmou o líder do PT na Câmara, Ênio Verri. 

“Urge aprovar algo nessa direção. Vamos lutar, seja para estender o auxílio, seja para aprovar um projeto de renda básica”, pontuou o líder do PSB na Câmara dos Deputados, Alessandro Molon.

Calendário de saques

Enquanto o cenário de possível prorrogação segue incerto, a Caixa Econômica Federal vem liberando nos últimos dias a realização de saques e transferências dos montantes referentes às últimas cotas do Auxílio Emergencial.

Ainda serão disponibilizadas mais sete datas, com o cronograma sendo concluído no dia 27 de janeiro. O calendário segue a mesma ordem vista nos pagamentos do programa, tendo como base o mês de nascimento do beneficiário. Nesta semana, ainda será liberado os saques para aniversariantes de junho e julho, na quarta (13) e sexta-feira (15).

Publicidade
Publicidade