in

Bebê teve cabeça arrancada durante parto, segundo pai que se revolta: ‘Eles não deram ouvidos’

De acordo com os familiares, os profissionais do hospital teriam forçado um parto normal.

Parto Sem Medo
Publicidade

De acordo com informações de uma família residente no interior do Pará, um bebê teve sua cabeça arrancada na hora do parto normal, na Santa Casa de Misericórdia situada na cidade de Belém. O caso aconteceu nesta sexta-feira (16) e foi registrado boletim de ocorrência na delegacia de polícia que fica no próprio recinto hospitalar.

Os familiares da mulher alegaram que os profissionais responsáveis pelo procedimento teriam forçado um parto normal, sendo que a mãe tinha indicações que precisava ser feito uma cesariana, devido a problemas de saúde do feto.

Publicidade

Publicidade

O hospital afirmou que houve algumas complicações na hora do procedimento. Mesmo assim, abriu uma investigação e afastou os profissionais da saúde envolvidos no lamentável ocorrido.

De acordo com o marido, a mulher possui 26 anos e estava com oito meses de gestação. Teriam chegado ao hospital cerca de 6h da manhã e o médico da cidade de Ourém teriam encaminhado a grávida para a cidade de Belém.

Como se procedeu o atendimento, segundo amiga

A jovem estava acompanhada de uma amiga, que contou o que aconteceu neste dia. De acordo com sua versão, a jovem grávida se dirigiu à sala de parto e, enquanto tudo ocorria, a amiga falou diversas vezes que a paciente não poderia fazer parto normal. Os médicos responsáveis ignoraram a persistência da mulher em demonstrar que aquele procedimento não poderia ser realizado e continuaram, ordenando que a mãe fizesse força.

“Eles não deram ouvidos e ficaram mandando ela fazer força. Fizeram tanta força que a cabeça veio na mão da enfermeira e depois caiu no chão. Só operaram depois, para tirar o resto do corpo”, contou o pai. 

Publicidade
RAFAEL F

Escrito por RAFAEL F

Rafael Ferreira é um escritor apaixonado por jornalismo. Gosta de redigir notícias, levando entretenimento e cultura para seus leitores. Sinta-se à vontade para entrar em contato: rafael_ferreira_@live.com