in

Mãe entra em estado de choque ao descobrir que a filha de 2 anos está com DST e aciona a polícia

A descoberta aconteceu após a mãe notar estranheza nas fraldas da bebê.

(dolgachov/Envato)
Publicidade

A polícia de Cuiabá, capital de Mato Grosso, registrou um boletim de ocorrência a pedido de uma mãe, cuja filha foi diagnosticada com uma doença sexualmente transmissível (DST), diagnosticada pelos médicos como sendo HPV (papilomavírus humano).

A bebê possui 2 anos e 11 meses e foi levada a pelo menos três médicos diferentes. Dois deles diagnosticaram a existência de lesões provocadas pela doença. Em verdadeiro estado de choque, a mãe quer saber o que aconteceu contra a criança, e aguarda as investigações das autoridades.

Publicidade

Publicidade

A descoberta aconteceu no último mês de agosto quando, ao trocar a fralda da criança, notou algo de estranho. No dia 10 do mesmo mês levou a bebê até uma clínica em Várzea Grande, região metropolitana da capital, Cuiabá. O primeiro médico que atendeu a menina não soube explicar do que se tratava.

A mãe retornou para casa, mas ainda preocupada, decidiu levar a bebê novamente para a mesma clínica, desta vez sendo atendida por outra médica, que fez o diagnóstico do HPV. Por conta disso, a profissional da saúde orientou a mãe a levar a criança até um médico ginecologista.

Não satisfeita com as informações, no dia 16 de outubro a mãe foi até a policlínica do Verdão, em Cuiabá, onde foi atendida por uma terceira médica, que, ao examinar a bebê, detectou suspeita de violência e lesões condilomatosa – causada pelo HPV. O caso está sendo apurado pela Polícia Civil como abuso de vulnerável, não havendo suspeitos até o momento. A família está em choque com a situação, sendo orientada por assistentes sociais da cidade de Cuiabá.

Publicidade
Henrique

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.