in

Caso Eloá: relembre como o sequestro terminou há 12 anos

O sequestro que aconteceu em Santo André, São Paulo, gerou repercussão em todo o mundo.

Foto: Rivaldo Gomes - 15.out.2008/Folhapress
Publicidade

Um dos casos mais lembrados da cobertura jornalística do país terminou de maneira trágica. Em 17 e outubro de 2008, a jovem Eloá Cristina Pimentel, de apenas 15 anos, foi vítima de um sequestro promovido pelo ex-namorado na cidade de Santo André, São Paulo.

O caso, que repercutiu muito na imprensa nacional e mundial naquela época mostrou detalhes da negociação da polícia com o sequestrador, além de tentativas desastrosas de envolvimento de personalidades televisivas no caso.

Para se ter uma ideia, de acordo com levantamento do colunista Fabio Marckezini, do TV História, o sequestrou durou cerca de cem horas e teve como protagonista o sensacionalismo televisivo em programas como A Tarde é Sua, de Sônia Abrão e Hoje em Dia, da Record TV.

Publicidade

Os programas possuíam câmeras fixas na janela e apresentadores chegavam a pedir que o sequestrador ou vítimas acenassem pela janela do apartamento, a fim de confirmar que estava tudo bem naquele confinamento bizarro.

Publicidade

Em um dos momentos mais bizarros da cobertura, o repórter Luiza Guerra, que trabalhava na equipe de Sônia Abrão, chegou a ligar para o sequestrador ao vivo, perguntando detalhes do caso, tentando inclusive negociar com o sequestrador. A própria Eloá chegou a pedir para que recados fossem dados aos familiares.

A própria Sônia chegou a debater com o sequestrador ao vivo e a “combinar” um final não trágico para o sequestro. O bandido, por sua vez, fazia exigências e provavelmente tinha o sentimento de que possuía todo o controle da situação.

O fim do sequestro foi trágico: Lindemberg Alves, sequestrador, acertou dois disparos na ex-namorada e na amiga dela, Nayara, que também foi feita de refém. O estopim para o desfecho do sequestro envolveu a invasão dos policiais ao apartamento.

Lindemberg foi condenado a 39 anos de cadeia. Nayara sobreviveu e Eloá teve morte cerebral decretada um dia após o término do sequestro.

Publicidade
I Feitosa

Escrito por I Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.