in

Flagrado com dinheiro entre as nádegas, senador quebra silêncio: ‘Vou provar minha inocência’

O senador Chico Rodrigues (DEM) era vice-líder do governo Jair Bolsonaro.

Yahoo Notícias
Publicidade

Chico Rodrigues, senador pelo partido do Democratas, notificou oficialmente sua saída da vaga de vice-líder do governo de Jair Bolsonaro. De acordo com o político, sua decisão foi baseada para que os fatos fossem esclarecidos.

Os fatos mencionados por Chico consistem em uma operação da Polícia Federal realizada nesta quarta-feira (14), quando foi encontrado altas quantias de dinheiro escondido na cueca e nas nádegas do político.

Publicidade

Publicidade

A operação tem como principal objetivo a investigação de desvios de verbas públicas, que seriam destinadas ao combate à pandemia da Covid-19, que vem assolando fortemente não só o Brasil como o mundo.

De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, a quantia de dinheiro encontrado na casa do senador seria de, aproximadamente, R$100 mil.

Em seu primeiro pronunciamento público após essa polêmica, o político surpreendeu e se declarou ser inocente, mesmo após o flagra do dinheiro escondido. “Vou cuidar da minha defesa, e provar minha inocência”, disse Rodrigues.

Após o escândalo, hoje (15) por volta das 12h20, o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) fez uma solicitação para que Chico Rodrigues fosse dispensado da função de vice-líder do governo no Senado. Essa saída teria sido a pedido do próprio senador, e foi publicada em adição extra do Diário Oficial da União.

Ao ser questionado sobre o assunto, Bolsonaro disse não ter nada a ver com isso, e se referiu à operação como um ‘orgulho’ para seu governo, culpando a imprensa por tentar relacioná-lo ao ocorrido.

Publicidade
RAFAEL F

Escrito por RAFAEL F

Rafael Ferreira é um escritor apaixonado por jornalismo. Gosta de redigir notícias, levando entretenimento e cultura para seus leitores. Sinta-se à vontade para entrar em contato: rafael_ferreira_@live.com