in

Menina de 8 anos morre de desidratação após pais adotivos obrigarem exercícios sob calor de 43ºC como punição

A causa da morte foi confirmada a partir de uma autópsia em seu corpo, e os tutores foram responsabilizados.

iStock/Getty Images | Hugo Barreto/Metrópoles
Publicidade

Um casal está sendo acusado de contribuir com a morte de uma criança de oito anos. Ambos eram tutores da menina, e teriam causado a sua morte, segundo as autoridades locais, após obrigarem a vítima a saltar de um trampolim reiteradas vezes como parte do cumprimento de um castigo físico. A temperatura, na ocasião, era de 43 °C – aproximadamente – causando um quadro de desidratação.

A tragédia foi registrada no estado do Texas, nos Estados Unidos. A notícia tomou conta das manchetes dos principais jornais locais e circulou de maneira viral por todo o mundo por meio das redes sociais, causando revolta generalizada.

De acordo com o jornal Extra, Daniel Schwarz, de 44 anos, e Ashley Schwarz, de 34, não são pais biológicos da menina. Eles atuavam como tutores da vítima, e foram detidos pela polícia estadunidense na última segunda-feira (12) em virtude das suspeitas de participação na morte da criança.

Publicidade

Vítima foi proibida de tomar café da manhã e beber água

A menina faleceu no último dia 29 de setembro. Naquele fatídico dia, ela foi proibida de tomar café da manhã e beber água. Na sequência, do lado de fora da casa, teve que pular incansavelmente de um trampolim, sob o forte calor que atingia o estado do Texas naquela ocasião.

Publicidade

Por conta das suspeitas das autoridades locais a respeito das causas que levaram a criança à morte, foi realizada uma biópsia na qual constatou o quadro de desidratação como o motivo do óbito. A partir de agora, o casal de acusados estará sujeito às rigorosas penalidades aplicadas pelas leis do estado do Texas.

Publicidade
Henrique

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.