in

Jovem com deficiência visual se forma em Estética e recebe grata surpresa

Taís, de 25 anos, venceu as barreiras e se formou em Estética no Rio de Janeiro.

Clarissa Barbosa/IBMR
Publicidade

Taís Machado Araujo, de 25 anos, nasceu com deficiência visual e tinha o sonho de se formar no Ensino Superior. Ela já havia ingressado na faculdade de Pedagogia, mas sem suporte adequado da instituição de ensino, professores e colegas de classe acabou tendo que largar o curso.

No curso de Estética no Centro Universitário IBMR, no Rio de Janeiro, a situação foi diferente. Taís recebeu o apoio de que precisava e se formou depois de três anos de estudo – o curso tem duração de três anos e meio, mas ela conseguiu cortar algumas matérias.

Durante a faculdade, ela foi auxiliada por colegas. Quando precisava fazer exercícios, por exemplo, dividia a tarefa com um colega. Se precisasse limpar a pele de uma pessoa, ela aplicava esfoliante e cremes. O parceiro cuidava da extração dos cravos e assim a dupla trabalha em sintonia.

Publicidade

A mãe, Margareth Machado, também foi fundamental na caminhada, conforme Taís contou em entrevista ao site Universa. “Em casa, eu recebia arquivo em PDF, que meu leitor do notebook não consegue abrir. Minha mãe, então, sentava comigo e lia para mim”, disse ela. Devido à pandemia, não haverá baile de formatura neste momento, mas Taís recebeu uma grata surpresa.

Publicidade

Por causa da deficiência visual, ela recebeu o diploma em braile. Lei estadual 8.519/2019 tornou a impressão de diplomas em braile obrigatórias para os estabelecimentos de ensino público e privados em todo o estado. Taís foi a primeira aluna a receber o diploma. No baile de formatura, marcado para o ano que vem, ela terá mais um motivo para comemorar.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br