in

Padre Robson alcança grande vitória na Justiça e TJ-GO arquiva investigação

Padre Robson de Oliveira era acusado pelo Ministério Público de Goiás de desvio de dinheiro da Afipe.

Reprodução TV Globo
Publicidade

O padre Robson de Oliveira alcançou uma grande vitória na Justiça na tarde desta terça-feira (6). De acordo com informações do Correio Braziliense, o paroco foi inocentado pelo Tribunal de Justiça de Goiás pela acusação de lavagem de dinheiro na Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe).

Investigação do Ministério Público de Goiás apontava desvio de dinheiro na Afipe, cujo padre Robson era o principal responsável. A Afipe arrecadava dinheiro para a construção de um novo templo na cidade de Trindade, em Goiás., mas havia comprado fazendas, casas de praia e outros itens que fugiam ao objetivo principal, de acordo com o MP.

Assim que as investigações começaram, o padre Robson foi afastado de suas atividades. O religioso foi tema de grande reportagem do Fantástico, da TV Globo, há alguns meses. A reportagem mostrou todos os detalhes do processo que o Ministério Público movia.

Publicidade

Na votação desta terça, o TJ-GO arquivou a investigação contra o Padre. As acusações de desvio de R$ 2 bilhões em 10 anos, como apontava o Ministério Público, não foi comprovada, de acordo com a decisão do Tribunal de Justiça. O julgamento do padre Robson começou às 13h. Após 40 minutos, o desembargador Nicomedes Domingos Borges proferiu a sentença unânime.

Publicidade

Com a decisão, a ação do Ministério Público contra o padre foi arquivada. “Com isso, fica reconhecido que não houve a qualquer ilicitude praticada pelo religioso, que sempre se dispôs a esclarecer toda e qualquer dúvida sobre a sua atuação na Afipe ou em qualquer outro âmbito de evangelização”, afirmou advogado de defesa Pedro Paulo Medeiros em entrevista ao Correio Braziliense.

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br