in

Mãe que perdeu duas filhas em incêndio não resiste aos ferimentos e morre no PR; ex-marido está preso

Mulher teve 70% do corpo queimado após tentar salvar filhas de incêndio em sua casa.

Banda B
Publicidade

Depois de lutar pela vida por cerca de uma semana, Rosenilda Rodrigues Faria acabou não resistindo e morreu nesta terça-feira (15), no Hospital Evangélico Mackenzie. A mulher de 28 anos era mãe de duas meninas, que morreram em um incêndio ocorrido em Rio Branco do Sul, que fica na Região Metropolitana de Curitiba.

O incêndio, que está sendo investigado com suspeita de ter sido criminoso, ocorreu na terça-feira (8). A mulher teve 70% do seu corpo queimado, após tentar salvar as duas filhas que acabaram morrendo no fogo. Elas tinham seis e nove anos.

Suspeito

O principal suspeito de ter causado a tragédia, de acordo com investigações iniciais da polícia, é o ex-marido de Rosenilda. Detido, Lucas Machado nega ser o autor do crime. 

Publicidade

Rosenilda e Lucas tinham discutido na noite anterior e ele teria ido embora. Segundo investigações iniciais, o homem teria voltado e ateado fogo na residência. Segundo familiares, as brigas entre o casal eram constantes.

Publicidade

Segundo vizinhos, Rosenilda se mostrou desesperada, e não hesitou ao entrar na residência em chamas para tentar salvar as duas filhas. “Ela saiu com a casa pegando fogo, mas ainda voltou pra tentar salvar as filhas. Foi ai que ela se queimou bastante”, disse uma vizinha.

Segundo o pai de Rosenilda, outros três filhos dela estavam dormindo em sua casa, fato que evitou que a tragédia fosse ainda maior. A trágico fato ocorreu em uma residência construída por madeiras e situada na Vila Madre, uma área de difícil acesso por conta dos morros. O fogo tomou conta da casa de forma rápida.

Publicidade