in

Incêndio atinge Beirute, no Líbano, 1 mês após explosão; população está em pânico

O episódio teve que ser contido pelos bombeiros, que finalizaram o trabalho nesta manhã.

G1
Publicidade

No dia 04 de agosto, uma grande explosão provocou considerável destruição na cidade de Beirute, maior cidade e capital do Líbano. Além dos estragos materiais com enorme prejuízo, o episódio ainda causou a morte de mais de 100 pessoas e deixou mais de 6 mil feridas.

Na última quinta-feira (10/09), um novo episódio trágico deixou a cidade libanesa em alerta novamente, provocando pânico nos moradores, que ainda estão assustados pela explosão do mês passado. O porto de Beirute acabou passando por incêndio de grandes proporções.

Os bombeiros foram chamados para atender à ocorrência e só na manhã desta sexta-feira (11/09), conseguiram apagar completamente o fogo, que destruiu grande parte da ajuda humanitária que a cidade havia recebido após a explosão.

Publicidade

De acordo com informações fornecidas pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha, o incêndio ocorreu em um armazém de óleo e pneus. Felizmente, não há informações sobre feridos ou mortos e A Defesa Civil libanesa afirmou que uma operação de resfriamento ainda estava em curso para evitar o retorno do fogo.

Publicidade

O Líbano já enfrentava crise no cenário político antes da explosão. Após o episódio, o país viveu mais momentos de tensão, considerando os protestos devido à indignação da população, que se vê insatisfeita com o atual cenário.

No dia 10 do mês passado, Hassan Diab, que era primeiro-ministro, pediu demissão de seu cargo, deixando o país sem líder por mais de 20 dias. Em 31 de agosto, o ex-embaixador do Líbano da Alemanha, Mustapha Adib, assumiu a posição.

Publicidade
Aurilane Alves

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.