in

Mãe é informada que recém-nascida tem poucos dias de vida e cria lista para realizar ao lado da filha

Sophie Murfin, de 27 anos, decidiu aproveitar cada momento ao lado da pequena Violet.

Wales Online/Montagem Ingrid Machado
Publicidade

Um caso emocionante aconteceu em Cwmbran, no País de Gales. Sophie Murfin, de 27 anos, estava grávida de 20 semanas quando recebeu uma triste notícia dos médicos do hospital galês onde realizava seu pré-natal. Sophie foi informada que sua filha não resistiria muito tempo após o nascimento.

Os médicos disseram à jovem que permitiriam que sua filha fosse levada para casa após o parto para ser apresentada ao resto da família em seu período breve de vida. De acordo com o site UOL, a bebê foi diagnosticada com síndrome do coração esquerdo hipoplásico (significa que o lado esquerdo do coração não se desenvolveu adequadamente).

Os especialistas não puderam garantir por quanto tempo a recém-nascida sobreviveria após o nascimento. A bebê recebeu o nome de Violet, e Sophie foi incentivada a planejar uma lista de tarefas que desejava realizar ao lado da filha, e assim o fez.
Após o nascimento da bebê, Violet foi levada para casa e pôde conhecer a bisavó, que estava em estado terminal após o diagnóstico de uma grave doença.

Publicidade

Nós batemos palmas para os cuidadores, fomos ao parque, comemoramos o aniversário da vovó e fizemos uma sessão de fotos no jardim. Lista completa”, contou Sophie. A jovem garantiu que aproveitou cada segundo ao lado da filha.

Publicidade

A pequena Violet faleceu após 11 dias de vida, apenas 3 horas após a morte da bisavó. Após a perda da filha no último dia 3 de junho, Sophie Murfin decidiu compartilhar sua história para que outros pais nesta situação pudessem se inspirar e buscar forças.

Publicidade