in

Ela nasceu sem as mãos, mas a vida lhe reservou um prêmio que ficará marcado para sempre

Essa menina nasceu sem as mãos, mas provou que nada é impossível, ganhando o prêmio de melhor caligrafia.

Foto: Reprodução/ Hypeness
Publicidade

Algumas pessoas nascem predestinadas a terem desafios maiores durante a vida, mesmo assim conseguem se superar e provar ao mundo que nada é impossível e que tudo depende apenas da sua força de vontade. São verdadeiros exemplos a serem seguidos, exemplos de superação e essa menina é um deles.

Essa menina de apenas 9 anos provou que não existe obstáculo grande demais que não possa ser superado. Anaya Ellick conquistou o prêmio de melhor caligrafia sem poder escrever normalmente com as mãos, pois nasceu sem elas.

A competição de escrita aconteceu com mais de 50 alunos participantes, todos com as mãos, exceto ela. O concurso chamado Nicholas Maxim elege um campeão para Excelência na modalidade Caligrafia Cursiva, ou seja, as letras manuscritas, mas que Anaya escreve de um jeito diferente.

Publicidade

Ela desenha e escreve, além de desempenhar outras tarefas diversas, apoiando o lápis com o braço. Assim, com todas as dificuldades, ela abocanhou o prêmio em 2016 e novamente agora, provando que não foi sorte ou mesmo teve uma ajudinha de alguém com pena da sua condição. É talento mesmo!

Publicidade

O prêmio Nicholas Maxim é uma competição para alunos especiais, mas isso não tira o mérito da pequena Anaya, pois todos os outros candidatos possuíam as mãos, proporcionando que escrevessem com muita firmeza, da maneira comum.

A menina destacou que estava muito feliz em receber o prêmio pela segunda vez e contou que nunca teve vontade de usar próteses, pois as considera incômodas. Ela se sente orgulhosa de ganhar o prêmio e servir de inspiração a outras crianças e adultos com algum tipo de limitação.

Publicidade