in

Bebê de 10 meses morreu após os pais não levarem ao médico por causa da religião

A menina faleceu depois de seus pais se recusarem a levá-la ao médico, devido à sua religião.

Reprodução: Bebê Mamãe
Publicidade

Um bebê é a alegria da casa e a felicidade de ter um filho costuma superar qualquer dificuldade. A grande maioria dos pais e mães pelo mundo afora fazem de tudo por seus filhos e são capazes até de dar a própria vida pela dos seus filhotes, mesmo depois de adultos.

Por mais que se tenha todos os cuidados necessários, ficar doente é normal a qualquer ser humano e, felizmente, a medicina já consegue salvar quase todas as vidas de doenças ou acidentes. São poucos os casos em que os médicos não podem fazer nada para ajudar.

Sendo assim, quando um filho fica doente, qualquer pessoa comum os leva imediatamente para ter atendimento especializado, exceto casos raros, como o de algumas religiões. Foi o que aconteceu com a pequena Mary, infelizmente, causando revolta nas pessoas próximas e pela internet.

Publicidade

A menininha de apenas 10 meses faleceu e seus pais ligaram para a polícia para informar o ocorrido. Chegando lá, os policiais logo identificaram que a aparência de Mary não era normal. Tudo aconteceu em Michigan, nos Estados Unidos.

Publicidade

Os agentes foram até o local e identificaram a menina dentro do berço, com o semblante bem abatido e olhos e bochechas afundados. Após a autópsia, foi confirmada a principal causa da morte como desnutrição.

Os pais Tatiana Welch e Seth Welch, ambos de 27 anos, relataram que já haviam notado que a menina estava se apresentando abaixo do peso havia cerca de um mês, mas que devido à religião que praticam, optaram por não levá-la ao hospital. Eles foram indiciados por homicídio doloso, quando há intenção de matar ou assume-se o risco, por qualquer motivo.
Seth Welch era famoso na internet por seus vídeos religiosos.

Publicidade