in

Após completar 100 anos no hospital, idoso vence a Covid-19 e vídeo da história emociona

Idoso fez questão de agradecer todo o tratamento recebido ao longo de sua recuperação.

Divulgação - G1
Publicidade

A pandemia do coronavírus segue assolando a população brasileira, com o surgimento de milhares de casos de infectados e óbitos nos últimos dias. No entanto, a batalha do país contra o vírus também tem evidenciado histórias de superação e de vitória. Integrantes do grupo de risco da doença, vários idosos já deram inúmeros exemplos de luta pela vida, se recuperando de quadros delicados.

Em São Caetano do Sul, região do ABC paulista, um paciente de 100 anos recebeu alta na última quinta-feira (30), no Hospital de Campanha do município. Após completar três dígitos na unidade hospitalar, Harmindo Francisco da Silva se recuperou da doença, e foi bastante aplaudido por médicos e enfermeiros ao deixar o hospital.

A cena emocionante da saída do idoso do hospital foi publicada no perfil oficial da Prefeitura de São Caetano nas redes sociais. Nas imagens divulgadas, o idoso é levado até a saída da unidade em uma cadeira de rodas segurando uma placa escrito“eu venci a Covid”. Ele ainda fez questão de fazer uma parada para agradecer todos os cuidados recebidos dos profissionais de saúde.

Publicidade

BOAS NOTÍCIAS: SUPERAÇÃO E EMOÇÃODiagnosticado com covid-19, o sr. Harmindo Francisco da Silva recebeu alta hoje do Hospital de Campanha de São Caetano do Sul. Na saída, agradeceu os cuidados que recebeu para a sua recuperação, e foi aplaudido pelos profissionais de Saúde. O sr. Harmindo completou 100 anos no dia 1º de julho.

Gepostet von Prefeitura de São Caetano do Sul am Freitag, 31. Juli 2020

Números do coronavírus

No último balanço divulgado pela prefeitura, o município de São Caetano somava 2.615 casos confirmados da Covid-19 e 132 mortes.

Publicidade

Em âmbito nacional, os índices de infecção e óbitos em decorrência do coronavírus seguem crescendo exponencialmente. No levantamento mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde, o país já acumulava mais de 92 mil mortes e 2,6 milhões de infectados.

O mês de julho apresentou o pior cenário desde o início da pandemia, computando mais de 32 mil mortes.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade