in

Coronavírus: cientistas descobrem possíveis sequelas graves em pacientes curados da Covid-19

Em meio à pandemia do coronavírus, estudos mostraram que pacientes curados da Covid-19 podem ter outros problemas.

G1
Publicidade

Em meio à pandemia do coronavírus, os cientistas têm encontrado mais evidências de que os efeitos da Covid-19 podem ser duradouros, mesmo após a reabilitação dos pacientes. O pulmão, por exemplo, costuma ser o órgão mais afetado pela enfermidade, por isso, precisa de um tempo para a recuperação.

Nesta segunda-feira (27), dois novos estudos mostraram que o SARS-CoV-2 pode deixar sequelas em outros órgãos do corpo. Em uma das pesquisas, os investigadores realizaram autópsias em 100 pessoas recuperadas da doença, e descobriram que 78% dos analisados apresentaram uma inflamação no coração. Em outro teste, pelo menos 60% dos pacientes supostamente curados foram identificados com o vírus no músculo cardíaco, semanas depois da recuperação.

Em entrevista ao G1, o cardiologista Roberto Kalil revelou que a infecção pode gerar problemas mais graves no futuro, como insuficiência cardíaca. De acordo com o especialista, outras falhas ainda podem surgir, como arritmias, infarto agudo e tromboembolismo venoso.

Publicidade

O que este estudo chama a atenção é que o paciente está há dois meses sem a infecção, mas mesmo assim ainda tem a inflamação no músculo do coração. Assim, em alguns casos, o músculo cardíaco pode enfraquecer, causando a insuficiência cardíaca”, declarou Kalil, ao G1.

Publicidade

Complicações por coronavírus acendem alerta da população sobre a Covid-19

Recentemente, o pai da apresentadora Fernanda Lima morreu por complicações do novo coronavírus. O jornalista esportivo Rodrigo Rodrigues, diagnosticado com Covid, precisou ser internado nos últimos dias com trombose venosa cerebral. Muitos fatores podem contribuir para a letalidade da doença respiratória, mas especialistas recomendam que os sobreviventes tenham ainda mais cuidado com a saúde, afinal, quase 2,5 milhões de brasileiros já foram infectados pelo vírus, de acordo com dados oficiais.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade