in

Caso Madeleine McCann pode ter reviravolta: professora diz que viu a menina em supermercado

Uma professora afrmou à polícia que viu a menina desaparecida falando alemão em um supermercado.

TheThelegraph
Publicidade

Madeleine MacCann volta a ser notícia na mídia novamente e caso pode sofrer uma reviravolta caso realmente a informação seja verídica. Uma professora aposentada trouxe novos dados sobre o desaparecimento de Madeleine MacCann e a notícia pode trazer esperança novamente sobre um dos casos mais intrigantes e sem solução que perdura até os dias atuais.

A pequena Madeleine MacCann tinha apenas três anos de idade quando desapareceu de um resort no Algarve na fatídica noite do dia 3 de maio de 2007. A professora contou à polícia de Portugal que acredita ter visto a garota em um supermercado do país há aproximadamente três anos.

Segundo a informação da emissora Sky News, a aposentada teria afirmado que Madeleine, que teria 17 anos atualmente conversava em alemão com uma outra jovem próximo do município de Albufeira, que fica aproximadamente a 60 km do resort onde a garotinha desapareceu em 2007.

Publicidade

A professora aposentada contou aos agentes que a manchinha no olho direito, que é decorrente de uma rara condição que se chama coloboma, a fez acreditar que se tratava da menina desaparecida, Madeleine. Ela revelou que percebeu que poderia se tratar da garotinha e por isso esperou no caixa, porém não a viu novamente.

Publicidade

“Vi a mancha no olho direito e depois de algum tempo associei o rosto a Madeleine, mas, infelizmente, era tarde demais, eles já haviam saído do supermercado”, explicou a professora. Ela chegou a contatar o advogado da família de Madeleine em Lisboa para poder passar a informação.

Acredita-se que a polícia de Portugal entreviste a testemunha, mas não cria expectativas sobre realmente ser a jovem. De acordo com as autoridades locais, ao longo desse tempo mais de 9 mil supostos avistamentos da jovem ocorreram em torno de 101 países. O desaparecimento da criança foi considerado pela polícia como um dos casos mais intensamente relatado dos tempos atuais.

O promotor da Alemanha, Christian Wolters, afirmou que tem evidências que a criança não está mais viva. Ele tenta montar um caso de assassinato contra o suposto autor Christina Brueckner.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade