in

Covid-19: nova análise desaconselha uso de hidroxicloroquina em humanos

Medicamento que Jair Bolsonaro diz estar tomando, a hidroxicloroquina, é novamente desaconselhado por especialistas.

hidroxicloroquina - Notícias ao Minuto
Publicidade

De acordo com uma nova investigação, publicada na revista Nature, a hidroxicloroquina não é boa para o tratamento da Covid-19. Esse medicamento se tornou midiático, após referências de Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos, e Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil. Aliás, Bolsonaro vem falando que está tomando a substância, após ter sido infetado pelo novo coronavírus, o SARS-CoV-2

Hidroxicloroquina sem efeitos antivirais em humanos

Alguns países retiraram a administração de hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19. Agora, esse novo estudo analisou a substância, em vários momentos, e concluiu que a mesma não apresenta bons resultados em células humanas, apesar de ter apresentado algumas indicações positivas nos macacos. 

“A hidroxicloroquina mostrou atividade antiviral em células renais do macaco verde africano, mas não num modelo de epitélio das vias aéreas humanas”, revelam os autores dessa investigação em um artigo da revista Nature. Portanto, eles assumem, em conclusão, que “não vão apoiar sua utilização como agente antiviral para o tratamento da Covid-19 em humanos”.

Publicidade

Estudo avaliou os efeitos da hidroxicloroquina em vários momentos 

A hidroxicloroquina foi utilizada no tratamento de doentes, quando internados, em hospitais de vários países. Porém, durante essa nova investigação, seus autores foram ainda mais específicos no estudo. Eles analisaram os efeitos do medicamento durante o tratamento da doença, mas também antes da infeção, na fase inicial e no momento mais grave da doença. 

Publicidade

Após analisarem toda a atuação do medicamento com a Covid-19, a conclusão é que a hidroxicloroquina “não demonstra atividade antiviral nem eficácia clínica” quando a pessoa está infetada. E, depois de Donald Trump ter falado que estava tomando o medicamento como profilaxia, se prevenindo de uma possível infeção, este estudo revela ainda que a hidroxicloroquina “não confere proteção contra a aquisição de infeção”.

Portanto, os estudiosos desaconselham totalmente o uso da hidroxicloroquina, revelando que nos humanos, esta substância não tem efeitos antivirais e, por essa razão, não tratam a doença, e também não previnem antes da infeção. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade