in

Covid-19: laboratório chinês avança em produção de vacina e prazo são animadores

Brasil está com três tipos de imunizantes sendo testados entre voluntários.

G1
Publicidade

Os estudos para desenvolvimento de uma vacina eficaz contra a Covid-19 seguem a todo vapor pelo mundo. Primeiro epicentro da doença, a China se encontra em um estágio bem avançado na produção do imunizante. Além da Coronavac, que se encontra em fase de testes no Brasil, o país asiático ainda tem mais dois laboratórios que estão dedicados à produção da vacina, e um deles está bem próximo de comprar a eficácia do seu medicamento.

De acordo com a emissora estatal da China, CCTV, o Grupo Farmacêutico Nacional do país (Sinopharm) tem grande potencial para ter a liberação da sua vacina até o final deste ano, contrariando as expectativas iniciais de que o imunizante só estaria pronto no início de 2021. 

Cenário evolutivo

Em entrevista à CCTV, o CEO da Sinopharm, Liu Jingzhen, afirmou que a empresa espera concluir todos os testes que estão em estágio avançado em humano em um prazo de três meses. Em um primeiro momento, o laboratório pensou que seria difícil antecipar a vacina por conta da falta de infectados na China.

Publicidade

Contudo, os asiáticos encontraram alguns países voluntários para a testagem do imunizante. A vacina produzida pela Sinopharm está em sua fase 3 de testes, e engloba 15 mil pessoas que se colocaram como voluntários. Os testes estão concentrados nos Emirados Árabes. 

Publicidade

Nesta semana, a vacina da Sinovac chegou em solo brasileiro para ser iniciada a fase de testagem, que está sendo liderada pelo Instituto Butantan, e será distribuída em cinco estados e mais o Distrito Federal. A Coronavac, possui a mesma tecnologia adotada na produção do imunizante feito pela Sinopharm.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade