in

Caso Thayane: suspeito de matar arquiteta, marido era homem possessivo e face cruel é detalhada

Segundo depoimentos, prima da vítima tentou impedir o suposto feminicídio ao ver briga do casal.

G1 / Montagem
Publicidade

Neste final de semana, o assassinato de Thayane Nunes da Silva acabou causando comoção no Rio de Janeiro. A jovem digital influencer foi morta pelo próprio marido, Gilton Santos Pinto, no apartamento em que o casal morava. O motivo da morte seria o ciúme excessivo de Gilton por Thayane. O suspeito chegou a publicar um vídeo “pedindo mil desculpas”, após a morte da esposa, mas não chega a dizer nas imagens que matou a própria mulher. 

Thayane adorava postar fotos da sua rotina nas redes sociais e também era arquiteta. Uma familiar da jovem teria tentado ajudá-la em meio ao que diz ter sido uma briga do casal por ciúmes.

Ela conversou com o G1, mas preferiu não ter o nome revelado. O caso agora está sendo investigado pela delegada Bianca Gebara, que contou que a testemunha que não se identifica é uma prima da vítima e que teria tentado interromper uma discussão de Gilston com a esposa. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ele é detalhado como uma pessoa possessiva e que não sabia lidar com a beleza da companheira. Recentemente, inclusive, o casal tinha se separado em virtude do ciúme No entanto, Thayane aceitou reatar com o homem que supostamente viria tirar a sua vida. 

“Eles relataram que ele era possessivo e ela, tranquila. Quando o crime aconteceu, na casa deles em Campo Grande, a prima da vítima estava dentro da residência e ouviu a discussão. Ela bateu na porta pedindo socorro e ele saiu. Mas a vítima já estava sem vida”, contou a delegada. 

Após supostamente tirar a vida da esposa, o suspeito acabou se envolvendo em um acidente e algumas pessoas ficaram feridas. Ele segue internado em um hospital do Rio. 

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.