in

Adrenochrome: o que é, como é feita e toda a polêmica em torno dela

A verdade por trás de uma das substâncias mais polêmicas da atualidade.

Montagem: Vice / i7News
Publicidade

A substância química adrenochrome voltou ao palco das polêmicas, especialmente fora do país. Isso porque ela foi recentemente vinculada com a Covid-19.O problema é que já existem um conjunto de teorias de conspiração na internet envolvendo mistério e principalmente práticas ocultistas em torno da adrenochrome, ou ‘adrenocromo‘.

O lugar onde mais se vê associações da substância ao ocultismo e práticas satanistas é o Facebook. Por lá, existem vídeos diversos, quase que em sua totalidade, falando sobre a forma de extração da substância. 

O que se sabe sobre a adrenochrome?

A primeira menção à substância consta como sendo do escritor inglês Aldous Huxley, em 1954, em sua obra chamada “The Doors of Perception”. Nesta obra, brevemente, é afirmado que o adrenochrome possui funções psicodélicas e se limita a dizer que ele é obtido através de uma produção ‘espontânea do corpo humano’, sendo uma decomposição da adrenalina.

Publicidade

Afinal o adrenochome existe?

A resposta é sim. Ele é um composto formado pela oxidação da adrenalina. Em tese, ele é disponibilizado para compra on-line apenas por pesquisadores, onde a maior parte das fabricantes informa que sua origem se dá de forma sintética e seu principal uso seria a inibição de neurotransmissores e a síntese de prostaglandinas (gorduras na coagulação do sangue).

Publicidade

Uso do adrenochome como droga

Há uma menção que se aproxima da associação do uso da substância como uma droga. Ela foi feita em 1973, no livro Legal Highs, Adam Gottlieb informou que o adrenocromo é ‘fisicamente estimulante’ e que promove uma sensação de ‘bem-estar com ‘ligeira redução dos processos de pensamento’, sem mencionar se já fez uso da mesma para afirmar tais sensações.

Adrenochrome no círculo das conspirações

Se você chegou até aqui é porque provavelmente veio através das teorias conspiracionistas. Como deve imaginar, o assunto não é ‘coisa nossa’. Por lá, comenta-se sobre o adrenocromo como sendo ‘uma droga das elites de Hollywood’, referindo-se aos famosos, que fazem uso da mesma para que mantenham sua saúde e principalmente jovialidade.

A teoria mais recente, que associa o adrenochrome ao coronavírus, é a de que um dos lotes estaria contaminado, fazendo com que os usuários (a elite americana, que faria uso da substância), fossem contaminados com o vírus.

Sobre a extração da substância do corpo de crianças, sob tortura

Hunter S. Thompson, escritor norte-americano, provavelmente deu uma prato cheio à quem acredita que a substância possa ser extraída de crianças. Em um trecho de seu livro, o personagem Dr. Gonzo diz: “Existe apenas uma fonte para essas coisas… as glândulas adrenais de um corpo humano vivo. Não é bom se você tirá-lo de um cadáver”. Claro que não há comprovações de que a substância seja produzida sendo extraída de crianças, mesmo porque, quem diria isso?

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Mari

Escrito por Mari

Alguém que curte escrever sobre entretenimento e diversidades.